odontopediatria

Odontopediatria

Higiene Oral na Infância

A higiene oral é diferenciada consoantes as idades. Idealmente deve iniciar a limpeza da boca do bebé antes da erupção dos dentes de leite (Massage as gengivas com gaze/dedeira de silicone própria ou um pano limpo umedecido em água).

Depois dos primeiros dentes do bebé aparecerem, a limpeza com pasta dentífrica é obrigatória.

Após a erupção de todos os dentes de leite (18 a 24 meses), use fio dentário para limpar as superfícies entre os dentes, todas as noites.

Lembre-se que as crianças dos 7 aos 9 anos não têm capacidade suficiente para realizar uma higiene oral eficaz sozinhas; portanto, é responsabilidade dos pais, ou de responsáveis, de supervisionar e rever a escovagem, duas vezes por dia (manhã e antes de deitar, no mínimo).

Clique para visualizar o eBook

Saúde Oral do Bebé

Clique para visualizar o eBook

Relativamente ao uso de pasta, deve ser escolhida uma pasta de dentes com uma concentração de flúor adequada à idade da criança. A concentração de flúor surge no rótulo das pastas em ppm’s (partes por milhão):

Primeiros dentes – A quantidade de dentífrico fluoretado (1000 ppm´s) deverá ser semelhante ao tamanho de um grão de arroz. Poderá encontrar essa marca na própria escova dentes.

Dentes definitivos –  Se o seu filho já têm alguém dente definitivos, a quantidade de dentífrico fluoretado (1450 ppm´s) deverá ser do tamanho de uma pequena ervilha e poderá verificar essa marca na escova de dentes.

Dos 0-3 anos a quantidade de pasta utilizada deve ser o equivalente ao tamanho de um grão de arroz. A partir dos 3 anos esta quantidade passa a equivaler ao tamanho de uma ervilha.

Primeira Consulta de Medicina Dentária

A primeira consulta deve ser realizada quando os primeiros dentes de leite erupcionam, ou seja, por volta dos 6 meses.

Esta consulta é recomendada para que haja uma sensibilização da higiene oral infantil. Havendo uma boa higiene oral é recomendado consultas regulares num período de 6 meses. Por outro lado, se houver um risco elevado de cárie recomenda-se uma visita trimestral por forma a controlar e incentivar a uma melhoria na higiene oral e alteração no consumo dos hábitos alimentares.

Selantes de fissura (prevenção de cáries)

Deve ser feito quando os dentes definitivos erupcionam nomeadamente os molares de forma a prevenir o aparecimento de cáries.

Cáries em dentes de leite

Deve-se lembrar que uma cárie é uma situação de risco para o aparecimento de uma infecção e, portanto, se existir uma cárie em qualquer dente, seja de "leite" ou "definitivo", você deve agendar consulta com um médico dentista (que avaliará a situação e recomendará o que é indicado).

As crianças precisam de um conjunto de 20 dentes temporários para comer e falar corretamente. Esses dentes também economizam espaço para dentes permanentes que entrarão em erupção mais tarde. Tendo todos os dentes temporários saudáveis, em ambas as arcadas dentárias, permite o desenvolvimento adequado da mandíbula e da face da criança.

Os pais não devem esperar que o seu filho sinta dores para levá-lo ao dentista pela primeira vez. Uma visita anual ao dentista ajudará no diagnóstico precoce de determinadas doenças ou alterações, e permitirá que o seu filho se acostume à consulta dentária.

A frequência recomendada para as consultas de revisão é de seis em seis meses até a adolescência (independentemente de os pais acharem que existe, ou não, algum problema de saúde oral com o seu filho).

Nas consulta de revisão, o médico dentista também ajuda a incutir a importância da prevenção nos pais. É importante enfatizar que devemos dar um ou dois passos à frente dos problemas e não meio passo atrás.

E-Book

Faça Download do nosso E-Book.